San Francisco

A cidade tem tanta coisa pra ver e fazer que eu fiquei com a estranha sensação de que eu não fiz nada (ou quase nada, pra não ser tão dramática). Mesmo tendo passado 3 dias, foi o lugar que fiquei com a maior impressão de ter aproveitado pouco em relação ao que a cidade oferece.

É fato que a gente sempre vai embora dos lugares que gosta querendo voltar logo pra fazer tudo de novo e conhecer o que não deu tempo, mas em San Francisco isso foi um pouco diferente. Durante os dias que eu estava lá que eu fui descobrindo coisas que eu não poderia aproveitar nesta viagem, mas nem tinha ouvido falar antes. Só não dá pra ficar triste, vamos continuar aproveitando o que foi programado. A parte boa é que a gente sempre aprende alguma coisa…

Talvez ler um pouco mais sobre o destino antes da viagem seja o principal. Ler mais não significa adicionar mais coisas ao seu roteiro, mas escolher melhor como aproveitar o tempo. Desde que li a série de posts “Bike the Bay” no Hotel California tive certeza de que esse seria o ponto alto dos meus dias lá e não estava errada, fui logo tratando de reservar o primeiro dia de sol que aparecesse e sem me preocupar com quanto tempo o passeio iria durar.

Eu já contei que sou iluminada? Viaje comigo e suas férias terão pouquíssimos momentos de chuva (mas isso e o passeio de bike são assuntos pra outros posts).

Tá, mas o que eu quero contar mesmo?

Vou começar pela rua mais famosa da cidade, Lombard Street.

Lombard Street

Ela não tem muita graça e gerou uma certa decepção já que a expectativa era alta. Acho que nem dá pra entender pela foto porque ela é tão famosa. Não perdi tanto tempo, mas poderia ter aproveitado melhor outras coisas.

Outro lugar é o Pier 39.

Pier 39

e seus ilustres moradores

Um amontoado de lojinhas e lobo marinho não deveria fazer parte da programação “obrigatória” da cidade. Juro que ela tem bem mais pra oferecer.

E por último, prometo ser boazinha, já que o lugar não é ruim, eu que fui mal informada mesmo. Achei que a Union Square era um lugar mais simpático, mas é o centrão da cidade mesmo e a vida por ali acontece principalmente durante o dia. Fui jantar na Cheesecake Factory no terraço de um dos prédios em volta (delícia!) e até susto tomei de mendigo.

Union Square

Mas o que eu quero mesmo é mostrar que às vezes os pontos mais famosos, mesmo que necessitem de apenas alguns minutos para conhecer, não são os mais legais e menos ainda a melhor maneira de gastar o seu tempo, que é o que há de mais precioso numa viagem.

E o que ficou pra trás por total falta de informação e tempo no planejamento?

O Golgen Gate Park!

Mairinha, que amadorismo. Na minha cabecinha esse parque só poderia ser… junto a Golden Gate, certo?

“Que burra, dá zero pra ela!”

Na verdade o parque está no meio da cidade, é enorme – maior do que o Central Park em NY – e eu não tive nadicas de tempo pra caminhar nele 😦 Não tenho dúvidas de que o parque é lindo e tem muita coisa pra ser aproveitada.

Anúncios

Sobre mairinhanomundodalua
Por aí, no mundo da lua

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: