Como chegar em Gili

As 3 pequenas ilhas vistas de cima

As 3 pequenas ilhas vistas de cima

A foto acima é de minha autoria… passei de avião sobre as ilhas e não pude deixar de registrar… elas são realmente pequenas… eu não estava tão alto assim. Da esquerda para direita estão Gili Trawangan, Gili Meno e Gili Air. Esse outro pedaço de terra à direita é Lombok.

Só que não foi de avião que eu cheguei lá, foi de barco, pela empresa Gilicat – http://www.gilicat.com/. O serviço é legal, te buscam de van e na volta te levam pro hotel de novo (claro que em determinadas regiões de Bali apenas).

A ida foi numa manhã bem tranquila, durante a hora e meia que fiquei no barco aproveitei pra ler meu livro e minha irmã até dormiu, mas a volta… céus! Em menos de 1 minuto a coisa já começou a incomodar, ou melhor, as coisas: as ondas! Eu avisei que de tarde o mar não era tão tranquilo e pra piorar, tenho certeza que tinha entrado um swell naqueles dias. 1 hora e meia pulando no mar, com ondão e direito a surf de lancha (sem falar numa mocinha que passou mal a viagem toda e não parava de pedir novos saquinhos – eca).

Sei que tem um outro barco maior que leva 6 horas e é mais barato também, mas acredito que cuidando as condições do mar, ninguém precise passar pelo o que eu passei e escolha o dia e horário certo pra pegar a lancha rápida.

Anúncios

Guia de Bali

Enquanto eu não adquiro meu guia de Bali, vou dando uma lida vez que outra por aqui e aqui. Eu tava certa de que meu problema só seria resolvido indo a Cultura, mas acabo de me lembrar que agora temos a FNAC. Nunca dei muita bola para os livros lá, os eletrônicos chamam muito mais atenção.

Hoje acordei ainda mais ansiosa com a viagem. Não dá pra ir amanhã já?

ps.: numa pesquisa rápida pela Internet achei mais opções e preços melhores na Cultura.

Toda a viagem é uma delícia

Uma viagem pra mim não se resume a estar num lugar. A viagem pra mim é tudo: antes, durante e depois.

Adoro pesquisar como são os lugares, como chegar, épocas em que devo ir, pontos escondidos ou super visitados.

Há umas duas semanas que tudo o que pesquiso no Google é sobre Bali. Vôos, praias, mapa, preços, acomodação, compras, onde e o que comer. Mando e-mail pra tudo que é gente, pra quem vende passagem, quem já foi, quem eu quero que vá junto, quem eu quero que saiba que eu vou, quem tá indo comigo… nossa, esses devem ter recebido um trilhão de e-mails já.

Já estou pensando no que levar, no que trazer e como fazer isso! Fico delirando sobre o cheiro, o gosto e as cores das coisas.

Fico me imaginando sem a maravilha da internet, mas também não vou abrir mão de um maravilhoso guia em formato de livro na bagagem. Ops, problema. Pesquisando pelas lojas de livros, as virtuais, não encontrei nenhum guia de Bali além do Lonely Planet e mais um ou dois de fonte desconhecida (pra mim, pelo menos). Todos em inglês. Não que alíngua seja um problema, mas não deveriam deixar Bali de lado assim.

Pro final de semana já tenho um programa: ir nas livrarias – as físicas. Essa é outra coisa que eu adoro e sempre um perigo pro meu bolso.

Ainda sobre aquilo que eu gosto e as viagens, têm as malas, necessaires e assemelhados. Tenho várias, dos mais variados modelos e materiais, mas nunca são suficientes. Encher cada uma antes da viagem é outra tarefa que me anima muito, só não anima mais do que a tarefa da volta: abrir e espalhar todas as coisas que eu trouxe – desde que não seja um monte de roupa suja. 😉