Montevideo multicolorida

Pertinho do Mercado del Puerto existem vários armazéns, que renderam fotos lindas num dia ensolarado. Eu adorei os cogumelos.

Montevideo08

Montevideo09

Montevideo10

Anúncios

Como foi bom conhecer Montevideo

Catedral na Plaza Matriz

Catedral na Plaza Matriz

Adoro cidades que tu sai com gostinho de quero mais, de voltar aos lugares que gostou e de ir aos que teve que deixar de lado. Na minha primeira ida a Montevideo, não tinha dado tempo pra curtí-la e ver como é legal. Simplesmente por uma questão de organização da minha cabeça, vou escrever sobre  o final de semana mais ou menos na ordem do que fiz por lá 😉

O vôo saiu de Porto Alegre já na madrugada de sábado e como o Uruguai já estava no horário de verão, chegamos ao hostel pelas 3:30. Hostel superbemlocalizado na Ciudad Vieja – primeiro ponto positivo –  do ladinho da Plaza Matriz, que atravessamos para fazer um lanchinho sem problema algum. A sensação de segurança faz com que tu gostes mais ainda do lugar, não?

Antiguidades na praça

Antiguidades na praça

9:30 da manhã todo mundo de pé! Na Plaza Matriz uma feira de antiguidades tomava conta do lugar seguida por uma outra de artesanato na ruazinha que vai até a Plaza Independencia. A Plaza Independencia, que marca o início/fim da Avenida 18 de Julio (a mais movimentada da cidade) tem como ponto alto a estátua e mausoléu do General Artigas – grande herói nacional.

Artigas

Artigas

O topo do prédio pode ser visto de vários pontos da cidade

O topo deste prédio pode ser visto de vários pontos da cidade

Após uma longa caminhada pelo Centro, pegamos um táxi de volta ao hostel e de lá caminhamos até o Mercado del Puerto para o almoço. Mais uma caminhada agradável pelas ruas da Ciudad Vieja, com prédios antigos, mas bem conservados e que mesmo sendo coladinho no porto, é seguro (pelo menos durante o dia). Ah, e o almoço? Escolhemos o tradicional El Palenque, que havíamos visto indicação em mais de um site. Em 7 pessoas ficou fácil pedir um pouco de cada carne e comer uma parrilla deliciosa com cordeiro, assado de tira, chorizo… Para acompanhar batata ao roquefort… nham nham, delícia! Depois de sair do almoço rolando fomos caminhando até… o Freddo! Tudo bem, a gente já tinha caminhado bastante e ainda bem que comemos o sorvete no sábado, porque no domingo tava fechado (que deceps).

Prédios na Ciudad Vieja com o porto ao fundo

Prédios na Ciudad Vieja com o porto ao fundo

A noite de sábado começou no tradicional Fun Fun, escutando um tango muy bueno 😉 Ah, claro que dava pra ir a pé até o bar, mas como não sabíamos fomos de táxi e depois voltamos caminhando e congelando. Para completar, muita ceva no hostel mesmo, se integrando com a galera, que sempre é o melhor de se hospedar em hostel.

Fun Fun

Fun Fun

Montevideo11

Uvita, a bebida tradicional no Fun Fun

O domingo foi curto, já que dormimos até 11 horas e pelas 14 já estávamos no táxi pro aeroporto. Com o dia lindo – o final de semana foi todo espetacular também nesse sentido – a pedida foi uma ótima caminhada pela Rambla, na beira do Rio (Mar?) da Prata.

A beira-rio uruguaia

A beira-rio uruguaia

Viagem de final de semana ou da vida toda

Já que o final de semana está aí pra gente sair da rotina, nada melhor do que sair de casa também né?

Foi pensando* nisso que semanas atrás, ao ver uma super promoção da Gol, comprei passagens pra Montevideo.

Hoje vamos eu e mais 8 pessoas conhecer lugares, pessoas, comidas e até sensações diferente. São 9 pessoas que dentre elas existem aquelas que se conhecem a vida toda, que se vêem todos os dias, que não se conhecem, que pouco se encontram, que são namorados, que são da mesma família, que é minha melhor amiga a vida toda, que são minhas melhores amigas** a menos tempo – mas que parecem ser da vida toda – e novas amigas também. Gente que já foi pra capital do Uruguai uma vez, várias vezes ou nunca foi, que gosta de ficar em albergue, que nunca ficou e até quem não tenha noção de como é!

Tem coisa melhor do que isso? São apenas dois dias fora de casa, mas que prometem ficar com a gente pra sempre.

* na verdade eu não preciso pensar nisso, isso tá dentro de mim o tempo todo!

** eu tenho bem mais de uma melhor amiga e sempre encontro espaço pra mais uma 😉

Um pouco do Uruguai

Minha primeira viagem internacional foi em 2007 pro vizinho Uruguai. De carro cruzei a fronteira pelo Chuí e conheci as seguintes cidades/praias:
Punta del Diablo
La Pedrera
Punta del Este
Montevideo

A fronteira no Chuí

A fronteira no Chuí

Fui até Montevideo apenas por causa de um compromisso dos parceiros de viagem e dizer que conheci a cidade é quase uma mentira. Fui ao Mercado del Puerto, caminhei na 18 de Julio e dei uma passadinha de carro na beira do Rio da Prata. Claro que fiquei com vontade de voltar lá e conhecer melhor… tá nos planos.

Rio da Prata

Rio da Prata

Punta del Este nos mostra como é boa a sensação de estar num lugar organizado, nada de postes com fios emaranhados, e onde é seguro andar à noite em qualquer lugar. Muita coisa legal e cara. A passada lá também foi rápida.

O píer em Punta del Este é super badalado

O píer em Punta del Este é super badalado

A viagem foi aproveitada mesmo nas praias mais ao norte. Era carnaval, alta temporada, calorão. La Pedrera e Punta del Diablo tem menos movimento e preços mais agradáveis. Claro que tem bem menos infra-estrutura, poucos restaurantes e as pousadas e casas de aluguel são locadas rapidamente. Quase ficamos sem teto nos dois lugares porque não reservamos nada antes, mas com paciência deu tudo certo.

Mais adiante conto mais sobre essas prainhas, mas já deixo aqui registrado: ADOREI!